Doença hepática em cães: quais os sintomas e tratamentos?

4 minutos para ler

Você sabia que podem acontecer doença hepática em cães? Pois é, o fígado dos animais também podem apresentar problemas e, portanto, é importante que você esteja atento aos sinais. Afinal, como toda doença que afeta seu amigo de quatro patas, quanto antes o tratamento começar, melhor.

Mas afinal, o que é esse problema? Quais são suas causas? E os tratamentos que devem ser feitos? Saber todas essas informações é fundamental para que você tire suas dúvidas sobre o assunto e cuide bem do seu melhor amigo!

Pensando nisso, elaboramos este post para esclarecer as principais dúvidas em relação à doença hepática em cães, explicando o que é essa condição, seus sintomas, causas e tratamento. Saiba mais!

O que é doença hepática em cães?

Há uma série de doenças que podem afetar o fígado do seu cão. Em geral, elas causam algum tipo de lesão no órgão, seja ela temporária ou permanente e podem causadas por diversos fatores, como vamos mostrar a seguir. Esse é um problema sério e pode trazer graves complicações à saúde do seu amigo. Afinal, estamos falando de doenças que afetam um órgão importante para os cães, pois auxilia na remoção de toxinas do sangue.

Quais as causas?

Há diversos motivos pelos quais o seu cachorro pode desenvolver doenças hepáticas. Confira a seguir as principais causas:

  • dieta desequilibrada;
  • traumas;
  • infecções bacterianas;
  • medicações tóxicas;
  • obesidade;
  • diabetes;
  • inflamações (como cinomose, hepatite, cirrose, entre outros);
  • causas hereditárias — algumas raças são mais propensas ao problema, como, por exemplo, o Doberman e o Schnauzer).

Quais os sintomas?

É fundamental que, nos primeiros sinais de problemas, você leve seu cachorro para avaliar se há, de fato, o quadro de problemas no fígado. Os principais sintomas das doenças hepáticas em cães são:

  • perda de apetite;
  • o cachorro fica mais prostrado;
  • diarreia;
  • vômito;
  • arritmia;
  • o animal bebe mais água que o normal;
  • urina fica mais alaranjada;
  • as fezes ficam mais acinzentadas;
  • o cão perde o interesse em brincar.

Quais as formas de tratamento?

As doenças hepáticas em cães possuem cura, principalmente, porque este é um órgão que se regenera. Mas, para isso é importante que você faça o tratamento adequado, quanto antes. Algumas medidas que ajudam a tratar a questão são:

  • alterações na dieta, utilizando rações focadas para animais com lesões no fígado;
  • medicação específica para o tratamento da causa do problema no fígado;
  • remédios naturais (como homeopáticos e fitoterápicos).

Conforme mostramos neste artigo, a doença hepática em cães pode causar uma série de complicações graves para a saúde desses animais. Portanto, é importante que, quando você perceber os sintomas, leve o seu amigo de quatro patas para o veterinário. Quanto mais cedo o quadro for diagnosticado, maiores as chances de recuperação completa do seu pet. Além disso, é fundamental evitar alimentação com ingredientes químicos

E se o seu cachorro está com sintomas, é importante que você busque um hospital de qualidade e referência. Então traga ele para a o hospital veterinário da Poli Pet. Aqui ele será muito bem cuidado e poderá recuperar-se rapidamente!

Conheça nossos serviços e descontos: Delivery, Retire na Loja, Assinatura, Cash Back, site, App, e muito mais. Temos produtos para seu cachorro, gato, pássaros, roedor, peixes e répteis.

Fique de olho em nossas redes sociais: Instagram, Facebook, Tik tok, Youtube, Linkedin, Twitter, Pinterest, Kwai.

Posts relacionados

6 comentários em “Doença hepática em cães: quais os sintomas e tratamentos?

    1. Olá Maria.

      Essa alteração no fígado foi diagnosticado pelo médico Veterinário? Se sim, acredito que ele tenha indicado um medicamento adequado para tratamento. Para qualquer medicamento, assim como para nós humanos, não é recomendado fazer a automedicação, pois não sabemos se seu pet terá alguma alergia.

      O melhor caminho é passar em uma consulta Veterinária.

      Permanecemos à disposição. 💚

  1. Minha cadela porte médio estava brincando com meu outro pet um pinscher e ele mordeu a garganta dela como era final semana meu esposo foi e venderam remédio sem prescrição do veterinário despachou mas atacou fígado ela esta em medicação prescrito por veterinário.

    1. Olá Regina, tudo bem?
      Sempre importante consultar um médico veterinário antes de fornecer medicamentos aos nossos pets, até mesmo, manter em dia checkups, vacinas e exames para saber se eles não possuem alguma predisposição à problemas de saúde, que podem ser agravados por medicamentos. Desejamos melhoras para sua cadelinha 💚

Deixe um comentário

pt_BRPortuguês do Brasil