Dramin para pet: posso dar em viagem? Saiba quais as recomendações

5 minutos para ler

Viajar com seu pet pode ser um momento muito divertido para toda a família, mas, ao mesmo tempo, ser extremamente estressante para o animal. Além de sair do seu lugar seguro, ele pode também ficar bastante enjoado no processo, principalmente se for pegar a estrada de carro.

Muitos donos de pet se perguntam se podem, por exemplo, oferecer alguma medicação para ajudar. Em alguns casos, eles oferecem uma medicação específica: o Dramin.

Mas afinal, os tutores podem oferecer o Dramin para pet? Preparamos este artigo para tirar as suas dúvidas sobre o assunto. Boa leitura! Ah, e fique atento também sobre os 6 principais problemas comportamentais em cães.

O que é o Dramin e para que ele serve?

O Dramin é uma medicação feita para melhorar enjoos e é muito utilizado, principalmente, por grávidas e, também, por pessoas que costumam ter algum tipo de desconforto ao viajar. Também é conhecido pela sonolência que ele causa como um efeito colateral, pois ele atua no Sistema Nervoso Central (SNC).

Dramin pode ser dado para pet?

Muitos tutores oferecerem o Dramin para pet como uma forma de minimizar a indisposição do animal durante a viagem, seja para os enjoos que o trajeto possa causar, seja para amenizar a ansiedade e o estresse ao sair do conforto de casa. Mas isso realmente é possível e é seguro? A resposta é: sim. Dentro da dose adequada, não há maiores problemas.

Quando dar Dramin para o pet?

Mas afinal, qual é a dose adequada de Dramin que pode ser dada para pet? Isso dependerá da espécie do animal e, também, das condições de saúde dele. Por isso, é fundamental que você busque um profissional que realize a pesagem e a sugestão da dose adequada.

A administração do Dramin deve ser dada entre 30 a 60 minutos antes de saírem. Caso a viagem vá durar mais tempo do que 8 horas, você pode reaplicar a dose.

Qual a importância de seguir as orientações de um veterinário de confiança?

Em primeiro lugar, o Dramin, como toda medicação, pode causar intoxicação nos animais e, portanto, é fundamental que o seu veterinário de confiança faça a avaliação do quadro.

Isso é importante, também, porque para viajar, todo tutor precisa ter um atestado de um profissional de medicina veterinária, apontando que ele estava em boas condições de saúde para isso, além de também estar com a vacinação em dia.

Isso vale tanto para as viagens feitas em transporte coletivo (como ônibus e avião) quanto em veículo próprio. Por isso, é indispensável a visita a um veterinário de confiança antes desse momento. Oferecer o Dramin sem o acompanhamento de um profissional pode colocar em risco a saúde do seu pet.

Além disso, em alguns casos, pode-se optar por outras medicações que possam ter um efeito diferenciado. Por exemplo, para aqueles que tenham comportamento ansioso grave, pode ser necessário contar com outro remédio.

Como saber a dose ideal e quais os efeitos colaterais?

A dose ideal dependerá do peso do seu pet. Mais uma vez, por isso, é fundamental que você busque seu veterinário de confiança, para que ele passe a posologia correta de acordo com o peso atual do seu bichinho.

É importante que você saiba identificar, também, quais são os possíveis efeitos colaterais que o Dramin para pet pode provocar. Estão entre eles:

  • sonolência;
  • dificuldade para urinar.

Esses dois são os mais comuns e, inclusive, para viagens mais longas, são até esperados, como uma forma de tranquilizar o animal no trajeto. Contudo, se o seu animal ficar prostrado, como se estivesse em sedação total, interrompa imediatamente o trajeto e busque por um veterinário, pois isso pode levar, inclusive, a quadros de convulsões e, até mesmo, ao falecimento do seu melhor amigo.

Como dar o Dramin para o pet?

O Dramin pode ser administrado em gotas ou em comprimido. No primeiro caso, você pode diluir a medicação em água e oferecer aproximadamente uma hora antes de sair. Já no caso de comprimido, você pode administrar junto a um petisco ou, caso tenha facilidade para aplicá-lo diretamente à boca, faça com que ele engula a medicação.

O Dramin para pet é uma medicação tradicional utilizada para viagens, para amenizar enjoos e o estresse do animal. Mas, para garantir a segurança do seu melhor amigo, é fundamental que ele passe com um veterinário para saber se está tudo bem.

Conheça nossos serviços e descontos: Delivery, Retire na Loja, Assinatura, Cash Back, site, App, e muito mais. Temos produtos para seu cachorro, gato, pássaros, roedor, peixes e répteis.

Fique de olho em nossas redes sociais que sempre tem novidades e Ofertas! Instagram, Facebook, Tik tok, Youtube, Linkedin, Twitter, Pinterest, Kwai.

Posts relacionados

8 comentários em “Dramin para pet: posso dar em viagem? Saiba quais as recomendações

  1. Bom dia
    Moro em uma cidade que fica a 500km de minha familia e sempre viajo com meu dog, antes de vir pra ca, levei ele a um veterinário que receitou o Acepran 15gotas. sempre da certo mas acho que ele fica muito dopado, gostaria de algo com menos agressão por isso pensei no dramin. mas tenho medo dele ter alguma reação ou então ele não se acalmar pois a viagem dura em torno de 6hs .

    1. Olá Eduardo, tudo bem?

      O Acepran é um sedativo tranquilizante, por isso o pet acaba ficando dopado.

      Já o Dramin, é muito tradicional para amenizar enjoos e o estresse do animal.

      Você pode fazer o teste oferecendo Dramin para seu pet, porém, aconselhamos que solicite indicação veterinária.

      Boa sorte na viagem. 💚

    2. Oi qual a raça do seu cachorro? Acepran tem alguma contra indicação eu viu viajar 12 horas de aviao e minha shitzu de 4 kg ela e muito brava late muito to preocupada

      1. Olá Natalia.

        O Dramin é um medicamento comum, porém, se o seu pet nunca usou não sabemos se ele poderá ter alergia a alguma composição deste medicamento. Por isso, recomendamos que o leve ao médico veterinário para indicar a melhor opção para ele.

        Qualquer dúvida estamos à disposição.💚

    1. Olá Joilaini.

      Não fazemos indicação de medicamento. Orientamos que leve-a a um Veterinário de sua confiança para avaliação e indicação da melhor opção de medicamento.

      Qualquer dúvida, ficamos à disposição.

    2. Crise de ansiedade é problema compartamental, tem como medicar, mas você vai medicar o cachorro pro resto da vida.
      Todo problema compartamental do cachorro é resolvido com adestramento! Sempre é mais indicado resolver com adestramento do que encher sei cachorro de remedios.

      1. É necessária uma avaliação mais detalhada das razões desse comportamento, do estilo de vida da família/pet e uma análise clínica da saúde do animal para que se obtenha um prognóstico dessas crises. A princípio, indica-se levá-lo ao médico veterinário para. Passear mais vezes, oferecer brinquedos e amor está liberado em todas as situações 💚💚

Deixe um comentário

pt_BRPortuguês do Brasil